Compreendendo o Sistema Tributário Brasileiro

Compreendendo o Sistema Tributário Brasileiro

O sistema tributário brasileiro é consideravelmente complexo e, para atendê-lo da maneira correta, é preciso estar atualizado sobre a legislação, suas nuances e interpretações possíveis. Isso é necessário para evitar erros na gestão empresarial, que podem acarretar em multas. Muito comumente, até um empreendedor com experiência e anos de mercado comete erros contábeis em sua empresa. Sabendo disso, preparamos uma lista dos 4 erros tributários mais comuns no meio empresarial. Confira e saiba como se prevenir: 

1. Não separar as finanças pessoais e da empresa

Esse é um dos problemas contábeis mais comuns que podemos ver nas empresas. Independentemente de isso ser feito por falta de conhecimento ou intencionalmente, é uma ação que pode prejudicar seriamente a saúde financeira do negócio — principalmente no longo prazo, podendo levar até mesmo à falência.

Para solucionar essa questão, é necessário ter a disciplina de contar apenas com o pró-labore (uma espécie de salário para o empreendedor) e não fazer mais retiradas de capital além dessa.

Outra atitude que ajuda bastante é ter contas separadas, uma para a pessoa jurídica e outra para a pessoa física. Assim, evita-se misturar as finanças e correr o risco de pagar contas pessoais com o dinheiro que é da empresa.

2.Não fazer um bom controle das emissões de notas fiscais

Deixar de emitir as notas fiscais é um erro que pode gerar multas com valores altos para o negócio, outra questão que prejudica a saúde financeira. Independentemente do valor que foi vendido, esse documento precisa ser gerado sempre — e não somente quando o consumidor solicita.

Entretanto, também é importante manter um bom controle a respeito das NFs que são geradas (e recebidas) na sua empresa e armazená-las adequadamente, caso seja necessário consultá-las posteriormente por qualquer motivo.

Essa organização também ajuda a monitorar melhor os gastos e os recebimentos da organização em determinado período.

3. Manter os documentos desorganizados

Como dito no tópico anterior, a organização ajuda a evitar grande parte dos problemas contábeis nas empresas. Isso não é diferente quando se fala dos documentos, uma vez que as informações que são declaradas para o fisco precisam ser comprovadas quando algum órgão competente decide fazer fiscalização.

Nessa hora, deixar tudo organizado faz toda a diferença quando é necessário conferir os dados e identificar possíveis erros. Sem contar que isso também facilita outras questões, como:

  • a comprovação dos registros quando a empresa passa por uma auditoria;
  • omissão de informações;
  • duplicidades ou outras discordâncias nos registros.

Em resumo, é assim que se mantém os lançamentos sempre em dia e se consegue comprovar a veracidade deles, evitando multas, mudanças nos valores pagos em impostos e outras penalidades que podem afetar a gestão financeira do negócio.

4. Não contar com um acompanhamento jurídico profissional 

Sem uma consultoria especializada em assuntos tributários no dia-a-dia da sua empresa, a gestão se torna bem mais difícil e os erros se tornam bem mais recorrentes. 

O Escritório Rodrigo Medeiros Advocacia Empresarial possui os profissionais mais capacitados para ajudar o seu negócio com:

  • Consultoria e elaboração de pareceres sobre assuntos tributários;
  • Planejamento tributário e Sucessório;
  • Auditoria preventiva e revisão de procedimentos fiscais das empresas;
  • Negociação de protocolos com os entes da federação (benefícios fiscais e termos de ajustamento de conduta);
  • Contencioso administrativo e judicial (elaboração de ações judiciais, defesas administrativas e judiciais);
  • Administração e gestão do passivo fiscal;
  • Obtenção de certidões negativas do INSS, do FGTS e das receitas fiscais da União, Estados e Municípios.

Saiba mais: 

 Rodrigo Medeiros Advocacia Empresarial

Rua Bernardo Guimarães, nº 245, 5º andar, Funcionários, Belo Horizonte/MG

(31) 3081-2125 | (31) 99221-6167 | www.rmempresarial.adv.br

Compartilhar notícia: Facebook Twitter Pinterest Google Plus StumbleUpon Reddit RSS Email

Comentários